Onde está Neymar?

Segundo a Nielsen, 4 em cada 10 pessoas se consideram fãs de futebol. Assim, a Copa do Mundo da Fifa de 2018 foi extremamente valiosa para marcas buscando a  atenção de centenas de milhões de telespectadores. Em um contexto competitivo também fora dos campos, a Gol Linhas Aéreas certamente teve uma abordagem vencedora: contratar Neymar para ele não aparecer nos comerciais da empresa – e aproveitar melhor o seu tempo no que importa: treinar para o mundial. Ao invés disso, a Neymarless Sponsorship utilizou “parças” e um sósia do jogador em filmes e ações que atraíram atenção em mídia espontânea e redes sociais e ajudou a empresa mudar percepções em seu novo posicionamento, dirigido sobretudo aos viajantes frequentes, que veem o tempo como um ativo precioso, distanciando-se (mas não excluindo) o consumidor de renda mais baixa, público original da companhia aérea de baixo custo.

Leia mais (inglês): Onde está Neymar

Descubra mais